Pyongyang quer contatos com Washington e negociações a seis

A Coreia do Norte quer continuar negociando seu desarmamento nuclear e, ao mesmo tempo, buscar contatos diretos com os Estados Unidos, segundo especialistas americanos que acabam de voltar de Pyongyang, neste sábado, depois de reuniões com autoridades do regime comunista.

AFP |

"Ambas as coisas fazem sentido. Não acho que a administração Obama queira evitar contatos diretos com os norte-coreanos, como ocorreu há alguns anos. Mas também vimos que as negociações a seis podem ser muito úteis. Acredita que teremos as duas coisas", declarou em Pequim Stephen Bosworth, ex-embaixador americano na Coreia do Sul e membro de uma delegação privada de especialistas americanos que se reuniram com responsáveis norte-coreanos durante cinco dias.

Em um momento em que as negociações a seis (as duas Coreias, os EUA, Japão, China e Rússia) para eliminar as armas e programas nucleares norte-coreanos estão em ponto morto, esta delegação americana não-governamental disse que não notou nenhuma "urgência" entre seus interlocutores, destacou um de seus membros, Jonathan Pollack, professor de estudos Ásia-Pacífico no Naval War College.

mbx-frb/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG