Yonhap - Mundo - iG" /

Pyongyang prepara lançamento de míssil intercontinental, diz Yonhap

Seul - A Coreia do Norte está preparando o lançamento de um míssil intercontinental, levando em conta os movimentos detectados em instalações militares, disseram fontes anônimas citadas hoje pela agência sul-coreana Yonhap.

EFE |

As mesmas fontes asseguram que a Coreia do Sul possui imagens de satélite de um trem de carga que transporta o que poderia ser um míssil de longo alcance nas cercanias de Pyongyang.

Segundo a "Yonhap", a preparação para o lançamento levaria cerca de dois meses, mas o especialista assinalou que o processo poderia terminar em duas semanas, com o lançamento acontecendo em meados de junho.

Além disso, outras fontes da Defesa consultadas pela agência de notícias revelaram que foram detectados movimentos em uma fábrica de armamento norte-coreana utilizada normalmente para a fabricação de mísseis.

Tanto Coreia do Sul como Estados Unidos acreditam que o regime comunista de Pyongyang estaria preparando o lançamento de um míssil intercontinental tipo Taepodong capaz de atingir em teoria o Alasca e o Havaí.

Defesa dos EUA

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, afirmou que seu país reagirá rapidamente caso os EUA ou qualquer um de seus aliados na região sejam ameaçados pelo poder nuclear da Coreia do Norte. "Não ficaremos sem tomar atitudes enquanto a Coreia do Norte coloca em prática sua capacidade de causar destruição a qualquer alvo na região ou a nós (os EUA)", afirmou Gates, durante um encontro com autoridades de Defesa de países asiáticos.

O secretário de Defesa americano afirmou ainda que os EUA "não aceitarão" a Coreia do Norte como um Estado com poder nuclear.

"A política dos Estados Unidos não mudou. Nosso objetivo é uma completa e verificável desnuclearização da península coreana. Não aceitaremos a Coreia do Norte como um Estado que tenha armas nucleares".Segundo Gates, o recente teste nuclear e os lançamentos de mísseis por parte do governo de Pyongyang representam uma ameaça à estabilidade da região e podem levar a uma "corrida armamentista".

"Eu penso que isto pode levar a algum tipo de corrida armamentista nesta região", disse.

"A verdade é que, se eles continuarem neste caminho, eu acho que a consequências para a estabilidade da região são significativas".

infografico
Clique para ver o infográfico sobre o teste nuclear norte-coreano

(Com informações de AFP e BBC)

Leia também:

Leia mais sobre: Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: coréia do nortecoréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG