A Coreia do Norte teria utilizado um sistema de fraude contra várias companhias de seguros que permitiu ao país financiar seus programas de armamento assim como o estilo de vida do líder Kim Jong-il, afirma nesta quinta-feira o jornal The Washington Post.

"O governo norte-coreano obteve milhões de dólaers de algumas das maiores companhias seguradoras do mundo com declarações de grandes sinistros suspeitos: acidentes de transporte, incêndios de fábricas, inundações e outras catástrofes deste tipo", segundo o jornal americano.

Várias seguradoras importantes, entre elas a alemã Allianz e a britânica Lloyd's, acusaram Pyongyang no ano passado, diante de tribunais londrinos, de ter declarado um falso acidente de helicóptero.

Segundo o Washington Post, os queixosos acusam o regime comunista de ter inventado o acidente, fingindo uma decisão da justiça local que confirmava a declaração de sinistro e recorrido sistematicamente a esse tipo de fraude para captar fundos em benefício pessoal de Kim Jong-il.

bar/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.