Pyongyang está disposta a negociar devolução de prisioneiros sul-coreanos

Seul - A Coreia do Norte está disposta a devolver à Coréia do Sul seus prisioneiros de guerra e outros cidadãos seqüestrados por Pyongyang em troca de benefícios econômicos, segundo informou hoje a agência sul-coreana de notícias Yonhap.

EFE |

Segundo fontes confidenciais citadas pela agência, Pyongayng manifestou sua intenção durante várias conversas mantidas em segredo com Seul com o objetivo de reativar as relações econômicas dos países.

Acredita-se que cerca de 560 soldados sul-coreanos estão em prisão na Coréia do Norte desde que terminou a Guerra da Coreia (1950-1953).

Até agora Pyongyang, que tinha negado a existência de prisioneiros de guerra e seqüestrados, dizia que os soldados sul-coreanos que estão no regime comunista desertaram de suas fileiras de forma voluntária.

Segundo a "Yonhap", a Coreia do Norte estuda a possibilidade de devolver vários prisioneiros de guerra e de cidadãos sul-coreanos seqüestrados através da região desmilitarizada de Panmunjom ou através da China.

Um funcionário do Ministério da Defesa disse recentemente que Seul considera oferecer incentivos, como compensações econômicas, em troca de prisioneiros e cidadãos sul-coreanos, segundo a agência.

Leia mais sobre: Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: coréia do norte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG