Possíveis ataques seriam contra militares e ativistas sul-coreanos na zona fronteiriça

A Coreia do Norte ameaçou este domingo abrir fogo contra instalações fronteiriças da Coreia do Sul se esta última não parar com sua campanha propagandística contra Pyongyang, segundo um escritório da agência oficial norte-coreana, "KCNA", recolhido pelo sul-coreana "Yonhap".

Um responsável militar norte-coreano qualificou, em declarações à "KCNA", de "guerra psicológica" as ações desenvolvidas por Seul contra o regime comunista de Pyongyang e advertiu de possíveis ataques. Os ataques teriam como alvo a zona fronteiriça onde militares e ativistas sul-coreanos jogam folhetos de propaganda contra o regime de Kim Jong-il, acrescentou a agência norte-coreana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.