O presidente russo Vladimir Putin se declarou perplexo nesta segunda-feira com a notícia do vôo de um aparelho militar não-tripulado georgiano numa zona de conflito, em conversa telefônica com seu colega georgiano, Mijail Saakashvili.

"Durante o exame do incidente com o avião georgiano sem piloto, Vladimir Putin expressou sua perplexidade quanto ao fato de que a Geórgia organiza vôos com fins militares numa zona de conflito", afirma um comunicado a respeito da conversa dos dois líderes.

A Geórgia acusou nesta segunda-feira a Rússia de ter cometido uma agressão depois que um avião sem piloto georgiano foi derrubado, numa ação reivindicada pelos separatistas abkházios, mas que Tbilisi atribuiu a um avião russo.

"Em 20 de abril de 2008, a Rússia cometeu uma agressão contra a Geórgia", declarou o vice-ministro georgiano das Relações Exteriores, Grigol Vashadze.

"Um caça russo MiG-29 decolou da base militar ilegalmente ocupada de Gudauta (na Abkházia) e derrubou um avião sem piloto do ministério georgiano do Interior", acrescentou Vashadze.

As forças armadas da região georgiana separatista da Abkházia anunciaram pouco antes terem derrubado um avião sem piloto.

Tbilisi negou, num primeiro momento, que o aparelho lhe pertencesse.

im-mm-kat/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.