Putin pede que a ONU reconheça a independência da Abkházia

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, pediu à ONU que reconheça a independência da Abkházia, à qual assegurou que apoiará militarmente se for necessário, em uma visita a esta região separatista pró-russa.

AFP |

"A Rússia oferece e oferecerá um apoio econômico e político sistemático à Abkházia; e, se for necessária, dará apoio militar", declarou o chefe de governo russo, durante sua primeira visita a esta região separatista desde que Moscou reconheceu sua independência em 26 de agosto de 2008.

A visita de Putin acontece num momento de forte tensão entre a Rússia e a Geórgia, agravada pelas comemorações esta semana do primeiro aniversário da guerra na também região separatista pró-rusa da Ossétia do Sul.

Ossétia do Sul e Abkházia declararam sua independência da Geórgia durante uma guerra na década de 1990, depois da desintegração da União Soviética.

Geórgia e Rússia se enfrentaram numa guerra de cinco dias em agosto do ano passado, quando a Geórgia atacou a Ossétia do Sul para retomar o controle sobre a região dissidente, fronteiriça com a Rússia. Em resposta, Moscou enviou tropas para expulsar as forças da Geórgia da região.

A Rússia reconheceu a Ossétia do Sul e Abkházia como estados independentes duas semanas depois de terminado o conflit. Pouco depois, apenas a Nicarágua faria a mesma coisa.

sjw-cb/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG