Putin pede leopardos raros ao Irã

MOSCOU, 14 de abril (Reuters Life!) - A Rússia pediu ajuda ao Irã para restaurar uma população rara de leopardos persas na região próxima a uma área no Mar Negro que sediará os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014. Leopardos iranianos ou leopardos persas desapareceram das montanhas do Cáucaso ao redor de Sochi no sul da Rússia nos anos 1920 devido à caça em excesso.

Reuters |

Como parte de um esforço para restaurar a população antes dos Jogos, o primeiro-ministro russo Vladimir Putin recebeu dois leopardos machos selvagens como presente do Turcomenistão no ano passado e disse que esperava receber mais do Irã.

"Nós fizemos planos adicionais com nossos colegas iranianos e esperamos receber alguns espécimes de lá para completar esse projeto no norte do Cáucaso", disse Putin a membros do Comitê Olímpico Internacional.

Putin libertou os dois leopardos recebidos do Turcomenistão ao ambiente selvagem no ano passado. Mas obter leopardas fêmeas, necessárias para restaurar a população, se mostrou muito mais difícil.

"A busca por fêmeas no Turcomenistão e no Irã continua", disse o porta-voz de Putin, Dmitry Peskov, à Reuters.

Leopardos persas vivem nas áreas de fronteira entre os dois países.

A Rússia recentemente endureceu sua posição sobre as sanções a serem impostas contra o programa nuclear do Irã, mas Peskov disse que as sanções não serão um obstáculo para receber os animais selvagens do Irã.

"Nenhuma sanção no mundo pode ser aplicada a uma boa ação como a de restaurar a população de animais raros em um lugar onde ela foi perdida", disse Peskov.

(Texto de Gleb Bryanski)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG