Putin falará sobre origens da crise financeira em Davos

Moscou, 27 jan (EFE).- O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, falará sobre as origens da crise financeira e apresentará suas propostas para superá-la em seu discurso na abertura do Fórum Econômico Mundial da cidade suíça de Davos, de 28 de janeiro a 1º de fevereiro.

EFE |

"Putin falará sobre a crise e apresentará suas idéias sobre o período pós-recessão, e também a necessidade de revisar a atual situação para evitar problemas futuros", disse Dmitri Peskov, porta-voz do chefe de Governo, a uma emissora de rádio russa.

Logo em sua primeira participação no fórum de Davos, Putin terá a honra de fazer o discurso oficial de abertura.

"Certamente o primeiro-ministro russo lembrará as medidas tomadas pelo Governo russo em nível nacional para minimizar os efeitos da crise", apontou.

O porta-voz disse ainda que Putin fará "importantes encontros com colegas estrangeiros". Segundo ele, a Rússia segue sendo um país atrativo para investimentos do exterior e com um forte potencial de crescimento econômico.

"Será uma boa forma de manifestar nossos pontos de vista sobre o que ocorre no mundo e explicar a postura russa no conflito do gás com a Ucrânia", completou.

Em palavras ao canal "Bloomberg", especializado em finanças, Putin esclareceu que não é nenhum "exterminador de multimilionários". Ele também prevê que a economia russa mostrará sintomas de recuperação na segunda metade do ano.

Na última edição do Fórum de Davos, a Rússia foi representada pelo então vice-primeiro-ministro primeiro e atual presidente, Dmitri Medvedev. EFE io/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG