Putin e Berlusconi se reúnem em Sardenha para discutir temas comuns

Roma, 17 abr (EFE) - O presidente russo, Vladimir Putin, chegou hoje à ilha de Sardenha, na Itália, para se reunir com Silvio Berlusconi, com quem debaterá possíveis projetos comuns com a Rússia no campo energético e das relações de Moscou com a União Européia (UE), entre outras questões, segundo o político italiano. Putin chegou hoje à tarde ao aeroporto de Olbia (norte de Sardenha) proveniente da Líbia e foi recebido aos pés da escadaria do avião por Berlusconi, em meio a uma forte tempestade. Após apertarem as mãos, os dois políticos foram para Villa Certosa, no litoral de Sardenha, uma das casas que Berlusconi tem na ilha mediterrânea. Putin permanecerá no local até amanhã e, segundo Berlusconi, eles falarão de tudo. O vencedor das eleições gerais italianas e futuro presidente do Governo disse que discutirão as relações da União Européia com a Federação Russa. Também analisarão, segundo o líder conservador italiano, as divisões e contraposições da semana passada do Ocidente com a Rússia, sem dar mais detalhes. Outro tema será energia. Temos boas possibilidades de colaborar em projetos comuns com a Rússia através da Enel e da Eni (empresas de fornecimento energético), ressaltou Berlusconi.

EFE |

Ele também falou sobre uma eventual entrada da Aeroflot, companhia aérea russa, na Alitalia, empresa que o grupo franco holandês Air France-KLM quer comprar, contra a vontade de Berlusconi.

O magnata da televisão privada limitou-se a dizer: "estão em pé todas as hipóteses para que a Alitalia continue sendo a companhia de bandeira e as decisões sejam tomadas na Itália".

O futuro presidente do Governo italiano ressaltou que a visita de Putin "ressalta a importância de nossas relações, que não se interromperam nunca, relações muito importantes para nosso país".

Berlusconi lembrou que 30% das importações de gás e petróleo são russas. EFE jl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG