NOVO-OGARYOVO, Rússia (Reuters) - O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, disse nesta quarta-feira que um único grupo pode estar por trás dos ataques a bomba nesta semana em Moscou e na região do Daguestão, no Norte do Cáucaso. Mais um ataque terrorista foi cometido. Eu não pretendo eliminar a possibilidade de que é uma e a mesma gangue agindo, disse Putin em uma reunião governamental.

Os ataques de Moscou na segunda-feira e no Daguestão na quarta-feira mataram um total de mais de 50 pessoas e feriram mais de 100.

(Reportagem de Darya Korsunskaya)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.