Putin diz que Rússia quer colaborar mais com paz no O.Médio

Moscou, 7 nov (EFE).- O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, declarou hoje que a Rússia continua disposta a colaborar com a normalização da situação no Oriente Médio e, especialmente, no Líbano.

EFE |

"Estamos dispostos, como sempre, a fazer tudo o que for possível, tanto no âmbito econômico como de contatos políticos, para que a situação se normalize e a favor do desenvolvimento de uma dinâmica positiva", disse Putin durante uma reunião com o chefe da maioria parlamentar do Líbano, Saad Hariri.

O premier se mostrou convencido que no contexto atual, a participação dos países árabes na resolução dos problemas mundiais no âmbito econômico "pode e deve ser significativa".

"Eu gostaria que o papel do Líbano fosse restabelecido como um dos centros financeiros do Oriente Médio e dos centros econômicos mundiais, e o mais rápido possível, melhor", acrescentou.

Hariri, por sua parte, frisou que o Líbano é a favor de que a Rússia desempenhe um papel significativo, tanto nesse país como no mundo todo árabe.

"Depois dos acordos alcançados em Doha, começou o diálogo nacional, e sabemos que a Rússia segue com grande atenção neste processo", ressaltou, citado por agências de notícias russas.

No entanto, segundo ele, a situação no Oriente Médio deixa a desejar, e o Líbano está interessado em que a Rússia, "como grande potência, desempenhe um papel importante" na normalização na região.

"Em relação à cooperação da Rússia com o Líbano, levamos muito em conta seu apoio para o restabelecimento da soberania libanesa sobre as Fazendas de Cheeba", disse Hariri, em referência a essa região controlada por Israel. EFE egw/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG