MOSCOU (Reuters) - O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, disse nesta sexta-feira à secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton, que a Rússia pode aderir à ideia de sanções contra o Irã, disse um assessor dele a agências de notícias russas. Vladimir Vladimirovich (Putin) fez sua avaliação da situação no Irã e salientou que tal situação (o apoio russo às novas sanções) era possível, disse o subchefe de gabinete Yuri Ushakov, segundo relato da agência RIA-Novosti.

Mas, segundo essa mesma fonte, Putin também alertou Hillary de que as sanções "nem sempre ajudam a resolver tal questão, e que às vezes elas podem ter um impacto contraproducente."

O Ocidente quer uma quarta rodada de sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) ao programa nuclear do Irã, que insiste no caráter pacífico de suas atividades.

(Reportagem de Guy Faulconbridge)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.