Putin diz que a Rússia quer congelar alguns acordos de entrada na OMC

A Rússia pretende sair de alguns acordos do projeto de adesão à OMC (Organização Mundial do Comércio), declarou nesta segunda-feira o primeiro-ministro, Vladimir Putin, citado pelas agências de notícias russas.

AFP |

"Propusemos dar continuidade às negociações dentro do grupo de trabalho para a adesão à OMC, mas informar os parceiros sobre a necessidade de sair de alguns acordos que atualmente contradizem os interesses da Rússia", declarou o primeiro-vice-ministro russo, Igor Chouvalov, durante uma reunião governamental.

"É uma atitude sensata", aprovou Putin, indicaram as agências russas.

Chouvalov evocou principalmente as taxas de exportação sobre a madeira e algumas tarifas aduaneiras, a atividade de certas empresas americanas das quais o Estado americano é acionista.

A Rússia, que iniciou seu processo de adesão à OMC em 1993, é a única grande economia mundial que ainda não faz parte da organização.

O secretário americano do Comércio, Carlos Gutierrez, deu a entender numa entrevista divulgada este fim de semana que a crise da Rússia com a Geórgia coloca em questão a participação da Rússia no G8 (grupo dos países mais industrializados do mundo) e também sua candidatura à OMC.

Segundo Putin, a Rússia preenche atualmente todas as obrigações às quais se comprometeu há vários anos para entrar na OMC: "ao mesmo tempo, nossa economia e algumas de suas ramificações como a agricultura representam um peso bastante grande", lamentou.

ahe/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG