Putin desmente boatos de divórcio e 2º casamento

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, negou com veemência nesta sexta-feira os boatos de que estaria se divorciando em segredo de sua mulher, Lyudmilla, para se casar com uma ex-atleta olímpica russa 30 anos mais jovem. Putin afirmou a jornalistas durante uma visita à Itália que não existe sequer uma palavra verdadeira nas notícias publicadas por tablóides e sugeriu que os jornalistas deveriam se manter longe de sua vida particular.

BBC Brasil |

"Sempre reagi negativamente àqueles que, com seu intrometimento e suas fantasias eróticas, rondam a vida alheia", disse.

Os jornais ligaram Putin à ex-ginasta olímpica de 24 anos Alina Kabayeva, que atualmente integra o Parlamento russo.

Cerimônia luxuosa
Os boatos começaram com uma única informação em um tablóide de Moscou, na semana passada, que alegava que uma cerimônia luxuosa para o segundo casamento de Putin estava sendo preparada e seria celebrada logo depois que o presidente deixasse o cargo.

Os rumores ficaram ainda mais fortes depois que a mulher do presidente, Lyudmila, não compareceu a uma reunião com o presidente americano, George W. Bush, e sua esposa, uma semana antes.

Em entrevista coletiva conjunta com o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, Putin afirmou que várias mulheres bonitas foram citadas pelos jornais e que ele gostava "de todas elas, como (gostava) de todas as mulheres russas".

"Não creio que vou ofender alguém se afirmar que, pessoalmente considero nossas mulheres russas como as mais talentosas e as mais bonitas", disse. "As únicas mulheres que podem desafiar as russas são as italianas", completou.

    Leia tudo sobre: putinrússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG