Putin ameaça a Geórgia com represálias por ataque contra a Ossétia do Sul

As ações agressivas da Geórgia contra a Ossétia do Sul acarretarão medidas de represália, declarou nesta sexta-feira o primeiro-ministro russo Vladimir Putin em Pequim, onde assiste à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos.

AFP |

"É lamentável que na véspera da abertura dos Jogos Olímpicos as autoridades georgianas tenham empreendido ações agressivas contra a Ossétia do Sul", declarou Putin.

"Eles (os georgianos) desencadearam de fato as hostilidades, com seus tanques e sua artilharia", acusou o chefe de governo e ex-presidente russo.

"É triste, isto vai provocar medidas de represália" da Rússia, acrescentou.

Pouco depois, o porta-voz de Putin, Dimitri Peskov, indicou que o primeiro-ministro russo disse ao presidente norte-americano, George W. Bush, que há voluntários russos dispostos a combater na Ossétia do Sul contra as forças da Geórgia e que será "difícil contê-los".

Durante uma breve reunião com o presidente norte-americano antes da celebração olímpica em Pequim, "Vladimir Putin ressaltou que na Rússia há muitos voluntários e será difícil contê-los", indicou Peskov à imprensa.

Disse que Putin estava "satisfeito" com a resposta de Bush, que afirmou que "ninguém quer uma guerra'".

neo-seb/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG