O Papa Bento XVI foi submetido neste sábado a um exame médico para controlar o estado de seu pulso, oito dias após uma fratura pela qual teve de ser operado, e foi apontada uma boa evolução, correspondente às previsões, anunciou o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi.

"A visita de controle durou cerca de meia hora, e deu excelentes resultados. O teste clínico mostrou que a evolução é boa e corresponde às previsões", destacou Lombardi em comunicado.

O exame foi praticado na residência de férias do Papa em Les Combes, no norte da Itália, pelo médico particular do Sumo Pontífice, Patrizio Polisca, outro médico do Vaticano, o cirurgião que operou Bento XVI e um radiologista.

O Papa de 82 anos fraturou o pulso direito na noite de 16 de julho ao cair em seu quarto. Ele teve que ser operado para reduzir a fratura e colocar um gesso no hospital de Aosta.

Bento XVI deve permanecer em Les Combes até o dia 29 de julho.

kd/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.