Publicidade contra Israel provoca polêmica em Seattle

Campanha promovida por um site está sendo veiculada em 12 ônibus da cidade

AFP |

Um grupo de ativistas contra a guerra publicou um anúncio em 12 ônibus de Seatlle, no noroeste dos Estados Unidos, denunciando "os crimes de Israel", com fotos de uma família palestina devastada pelo conflito no Oriente Médio, o que deflagrou uma grande polêmica.

A organização chamada Seattle Mideast Awareness Campaign pagou ao Condado de King pelo espaço publicitário em 12 ônibus, onde exibe a foto da família palestina diante de sua casa destruída na Faixa de Gaza. A foto é acompanhada da frase "Israeli war crimes: Your tax dollars at work" (Crimes de guerra israelenses: seus dólares de impostos sendo usados).

O anúncio inclui o endereço do site do grupo, que pede a todos que escrevam ao Congresso americano pedindo o fim da ajuda militar dos Estados Unidos a Israel. O pacifista Ed Mast, líder do grupo, explicou à AFP que o anúncio "protesta contra a promessa dos Estados Unidos de entregar 30 bilhões de dólares em ajuda militar a Israel", no prazo de dez anos.

Segundo Mast, o lançamento do anúncio coincide com o aniversário da guerra dos 22 dias entre Israel e Hamas, que começou com um ataque israelense contra Gaza, em 27 de dezembro de 2008.O conflito matou 1.400 palestinos e 13 israelenses.

O anúncio, previsto para rodar durante um mês nos 12 ônibus em Seattle, provocou uma avalanche de protestos e queixas aos políticos locais. O departamento de Transportes do Condado de King, que administra o sistema de ônibus de Seattle, recebeu mais de 2 mil telefonemas e e-mails, "a maioria protestando contra o anúncio", revelou a porta-voz Linda Thielke.

    Leia tudo sobre: israelpublicidadeseattleeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG