Próximo presidente eslovaco será eleito em 2º turno

Praga, 22 mar (EFE).- Apesar de ter ficado em primeiro lugar no primeiro turno das eleições presidenciais, realizadas no sábado, o atual chefe de Estado da Eslováquia, Ivan Gasparovic, terá que esperar até 4 de abril para saber se permanece no cargo.

EFE |

Na próxima votação Gasparovic enfrentará a socióloga Iveta Radicova, apoiada pelos opositores conservadores, democrata-cristãos e da minoria húngara.

Segundo dados divulgados hoje, Gasparovic, candidato dos governistas Partido Social-Democrata e Partido Nacional da Eslováquia, obteve 876.061 votos (46,71%), ao passo que 713.735 eleitores (38,05%) votaram em Radicova.

O resultado do pleito de ontem dá a Radicova "uma verdadeira oportunidade de se transformar em presidente no segundo turno", escreveu hoje em sua primeira página o influente jornal liberal "SME".

Nas eleições presidenciais de cinco anos atrás, houve uma forte mobilização a favor de Gasparovic para impedir a vitória do polêmico político nacionalista Vladimir Meciar.

Ao contrário de Meciar em 2004, hoje, no entanto, Gasparovic não é visto como um inimigo comum a ser evitado, principalmente por seu dom conciliador.

Além disso, durante seu mandato, ele foi testemunha de importantes acontecimentos na história recente do país, como a entrada da Eslováquia na Aliança Atlântica e na União Europeia.

A participação na votação de ontem foi de 43,63%, bem abaixo da de 47,94% registrada no primeiro turno das eleições passadas. EFE gm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG