Um dos líderes do movimento opositor à reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad, o candidato reformista derrotado Mir Hossein Moussavi, declarou que o próximo governo não será legítimo para a maioria dos iranianos, segundo comunicado publicado em seu site na internet.

"Haverá um governo que terá a pior relação com o povo. A maioria da sociedade, a que pertenço, não reconhecerá a legitimidade política deste governo", informou em comunicado publicado nesta quarta-feira.

Moussavi, candidato derrotado na eleição presidencial questionada de 12 de junho, mantém o pedido de realização de nova eleição presidencial depois que o Conselho de Guardiães da Constituição confirmasse o novo mandato de Ahmadinejad.

bur/tp/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.