Protestos violentos do 1º de Maio na Alemanha deixam vários feridos

As tradicionais manifestações do 1º de Maio terminaram em confrontos, em algumas cidades alemãs, protagonizados por simpatizantes de extrema-esquerda, deixando vários feridos, informou a polícia, sem divulgar um balanço.

AFP |

A polícia de Hamburgo (norte) denunciou "graves excessos" de alguns manifestantes que incendiaram veículos e latas de lixo, jogaram pedras e construíram barricadas, nas quais também atearam fogo, segundo os agentes de segurança.

Os confrontos começaram no final da manifestação do 1º de Maio, que reuniu por volta de 6.600 pessoas e coincidiu com outra de cerca de mil neonazistas.

Pelo menos quatro pessoas foram detidas pela polícia, que teve de usar jatos d'água para dispersar a multidão.

Em Berlim, a situação também se agravou, com o lançamento de pedras e garrafas contra as forças da ordem, relatou um porta-voz policial à AFP.

Em Nuremberg, uma passeata de trabalhadores cruzou com outra de extremistas de direita e também houve confusão.

yap/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG