WASHINGTON - As manifestações no Irã estão levando a um princípio de mudança no país, disse nesta terça-feira o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, no programa Today, da rede NBC.


Ele avisou que Obama não vai endossar uma greve geral no Irã nem envolver-se de outra maneira com ações específicas no país, que está mergulhado em protestos de rua desde a eleição presidencial de 12 de junho, cujos resultados estão sendo contestados.

Obama vem aguçando suas críticas ao governo iraniano por reprimir os manifestantes, ao mesmo tempo em que procura evitar dar a impressão de ingerência.

A expectativa é que ele fale sobre os protestos maciços numa coletiva de imprensa que dará na tarde desta terça-feira no Jardim de Rosas da Casa Branca.

Nesta terça-feira, a TV estatal iraniana informou que o Conselho dos Guardiões do Irã, órgão que supervisiona as eleições no país, descartou a anulação das eleições presidenciais.

No dia anterior, o Conselho havia reconhecido irregularidades em mais de 50 zonas eleitorais durante a votação, mas um porta-voz disse ao canal em inglês Press TV que o órgão não encontrou "uma grande fraude ou violação" que justificasse uma anulação.

(Com informações da Reuters e da BBC)

Análises:

Leia também:

Leia mais sobre Irã

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.