Bangcoc, 2 set (EFE).- O líder dos manifestantes que ocupam há oito dias a sede do Governo da Tailândia anunciou hoje que se dispersarão em até 48 horas, após a declaração do estado de exceção na capital declarada pelo primeiro-ministro, Samak Sundaravej.

"Acho que o Exército não causará dano às pessoas", indicou Sonthi Limthongkul, fundador da Aliança do Povo para a Democracia, a legenda opositora que liderou os protestos. EFE grc/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.