Protestos na China: 600 a 800 mortos, segundo o Congresso mundial de Uigures

Entre 600 e 800 pessoas foram mortas nas manifestações que explodiram domingo na China, declarou à AFP na noite desta quarta-feira o vice-presidente do Congresso mundial da etnia Uigur, Asgar Can, exilado na Alemanha.

AFP |

"Alguns nos disseram 600, outros confirmaram 800. Consideramos que houve entre 600 e 800 óbitos", declarou por telefone, citando os depoimentos recolhidos no seio da comunidade uigur na China.

Domingo, protestos na região de Xinjiang (nordeste da China) entre uigures, muçulmanos de língua turca, maioria local, e os Hans, etnia majoritária na China, fizeram 156 mortos e mais de mil feridos, segundo as autoridades, que anunciaram na noite de quarta-feira que a situação estava sob controle.

ak/sym/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG