Protestos contra Governo ferem cerca de 150 na Lituânia

Vilnius, 17 jan (EFE).- Aproximadamente 150 pessoas foram detidas nos violentos distúrbios registrados sexta-feira na capital da Lituânia, informou hoje o chefe geral da Polícia do país, Vizgirdas Telycenas.

EFE |

Segundo Telycenas, 54 dos 151 detidos estavam em estado de embriaguez.

"Durante a noite não foram registrados incidentes nem foram observadas concentrações de grupos de pessoas na cidade", acrescentou Telycenas em declarações à Rádio Nacional Lituana.

Os tumultos explodiram após um grande protesto que atraiu entre cinco mil e sete mil pessoas e foi convocado por sindicatos contra as políticas do Governo para fazer frente à crise econômica.

A Polícia usou cassetetes contra os manifestantes depois que alguns deles, além de jogar pedras e ovos contra a sede do Parlamento, tentaram invadi-lo.

O presidente da Lituânia, Valdas Adamkus, lamentou os violentos incidentes e criticou tanto os participantes do protesto como o Governo.

"Pronuncio-me a favor de um diálogo sem desordens e confrontos nas ruas, um diálogo normal, calmo, entre a sociedade e o Governo", declarou ontem à noite.

As organizações sindicais pedem que o Governo que seja solidário, reduza os salários de seus funcionários e corte suas próprias despesas.

Além disso, ameaçaram convocar uma greve geral se o Executivo, que aumentou os impostos e suspendeu programas sociais, não atender às suas demandas.

Na terça-feira passada, na vizinha república da Letônia, dez policiais e cerca de 50 manifestantes ficaram feridos em confrontos após um protesto similar contra as políticas governamentais. EFE va/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG