Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Protestos contra detenção de Karadzic deixam 50 feridos

Belgrado, 29 jul (EFE) - Os confrontos entre radicais e policiais durante a manifestação de protesto em Belgrado contra a detenção e extradição do suposto criminoso de guerra servo-bósnio Radovan Karadzic terminou hoje com 46 feridos, entre eles 19 policiais.

EFE |

O chefe da Polícia de Belgrado, Milorad Veljovic, declarou que um grupo se separou da manifestação de protesto e, com pedaços de pau, agrediram os agentes "com a evidente intenção de provocar choques com a Polícia".

"A situação atual está calma", disse Veljovic, e pediu aos cidadãos "contenção" em interesse da segurança geral e do restabelecimento da paz nas ruas de Belgrado.

Centenas de jovens radicais enfrentaram hoje a Polícia durante o protesto contra a detenção de Karadzic, que reuniu, segundo fontes policiais, cerca de 16 mil pessoas no centro de Belgrado.

Os jovens radicais, que participavam do protesto convocada pelo ultranacionalista Partido Radical Sérvio (SRS), atiraram pedras contra os agentes antidistúrbios, tentaram bloquear a rua com barricadas e quebraram várias vitrines.

A Polícia usou bombas de gás lacrimogêneo e disparou balas de borracha contra o grupo de violentos.

O SRS calculava "dezenas de milhares" de presentes ao protesto contra a detenção de Karadzic, o presidente dos sérvios da Bósnia acusado de crimes contra a humanidade cometidos durante a guerra bósnia (1992-1995).

Karadzic foi detido no dia 21 e será extraditado ao Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII). EFE sn/db

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG