Protestos contra cúpula do G8 no Japão terminam com quatro detidos

Tóquio, 6 jul (EFE).- Quatro pessoas foram detidas neste sábado, durante os protestos realizados em Sapporo, capital de Hokkaido (norte do Japão), em protesto contra a cúpula do Grupo dos Sete Países Mais Desenvolvidos e a Rússia (G8), que se inicia na próxima segunda-feira.

EFE |

Um câmera de televisão se encontra entre os detidos na manifestação, realizada para reivindicar paz e uma maior igualdade entre ricos e pobres, e que contou com a participação de cerca de 5 mil pessoas.

O protesto foi pacífico, embora tenham ocorrido incidentes quando a Polícia desalojou um caminhão que ficou parado no meio da rua durante a manifestação.

Um agente quebrou o vidro do veículo e tirou à força seu ocupante, como pode ser visto em imagens de televisão. Além disso, quatro pessoas foram detidas por obstruir deliberadamente o trabalho das autoridades.

A cúpula do G8, que reunirá os líderes de Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Alemanha, França, Itália, Japão e Rússia, junto com representantes da União Européia e de 14 países convidados, ocorrerá entre segunda e quarta-feira, na remota região montanhosa do lago Toya, em Hokkaido.

O Governo japonês montou um dispositivo de segurança sem precedentes, integrado por 40 mil agentes, postados em Tóquio e Hokkaido.

As Forças de Autodefesa japonesas desenharam uma zona de exclusão aérea de 46 quilômetros de raio sobre o hotel do lago Toya, onde se realizará a cúpula. EFE psh/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG