Tamanho do texto

Manifestantes se reuniram em várias cidades chinesas neste sábado para pedir um boicote a produtos franceses e protestar contra campanhas pela independência tibetana. Os manifestantes dizem estar furiosos com a escala dos protestos que acompanharam a passagem da tocha olímpica por Paris e reclamam da recusa do presidente francês Nicolas Sarcozy em dizer se vai ou não comparecer à abertura dos jogos de Pequim.

Centenas de pessoas participaram de manifestações em cidades incluindo Pequim, Wuham e Kunming, muitas delas em frente a lojas da rede de supermercados francesa Carrefour.

A rede, que tem mais de cem lojas na China, reiterou seu apoio aos jogos olímpicos, mas vem sendo acusada por alguns manifestantes de apoiar a campanha pela independência do Tibete.