Protesto por libertação de Shalit bloqueia passagem na fronteira com Gaza

Jerusalém, 19 out (EFE).- Aproximadamente 100 israelenses bloquearam hoje a entrada da passagem de Kerem Shalom, na fronteira com Gaza, para exigir a libertação do soldado Gilad Shalit, capturado em junho de 2006 por três milícias palestinas.

EFE |

Os manifestantes atearam fogo em pneus e impediram a passagem de caminhões que levavam bens comerciais à Faixa de Gaza, informou a edição eletrônica do jornal "Yedioth Ahronoth".

Muitos israelenses levavam cartazes nos quais se podia ler "Gilad continua vivo". Além disso, alguns motoristas de caminhão vestiam camisas com a foto do soldado israelense.

Para a tarde deste domingo foi convocada outra manifestação na região, em protesto contra o fato de Israel continuar permitindo a entrada de produtos em Gaza apesar de um porta-voz do Hamas ter anunciado ontem que as negociações para a libertação de Shalit permanecerão "congeladas" até que o Egito liberte Ayman Nofal, membro do movimento islâmico.

A expectativa é que os pais do soldado, seqüestrado quando tinha 18 anos e estava de guarda na fronteira com Gaza, participem do protesto desta tarde, que seguirá até o ponto exato onde Shalit foi capturado. EFE aca/wr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG