Protesto pede liberação de detidos durante cúpula em Copenhague

Copenhague, 18 dez (EFE).- Mais de mil pessoas percorreram hoje o centro de Copenhague para reivindicar a liberação dos ativistas que continuam detidos por causa dos protestos ocorridos durante a Cúpula da ONU sobre a Mudança Climática (COP15), que termina hoje na capital dinamarquesa.

EFE |

A passeata, convocada pela organização Climate Justice Action (CJA), terminou em frente ao Palácio de Christiansborg, sede do Parlamento dinamarquês, cercada por um forte aparato policial.

Os manifestantes reivindicaram a liberação das 19 pessoas que continuam detidas, especialmente a de três porta-vozes da CJA, defendendo que não são criminosos, mas ativistas.

Segundo a Polícia dinamarquesa, não houve nenhuma detenção durante a manifestação.

Mais de 1.500 pessoas foram detidas nos protestos dos últimos dias. A maior parte foi detida de forma preventiva e foi liberada pouco tempo depois.

O uso massivo de detenções preventivas durante a COP15 gerou críticas de ONGs, coletivos de ativistas e organizações como a Anistia Internacional. EFE alc/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG