Aquila - Mundo - iG" /

Protesto ocupa centro histórico de L Aquila

Roma, 21 fev (EFE).- Centenas de pessoas ocuparam hoje as ruas e praças do centro histórico da cidade italiana de LAquila, ainda interditado, para protestar contra a lentidão da reconstrução do local após o terremoto que deixou cerca de 300 mortos em abril do ano passado.

EFE |

A manifestação ganhou o nome de "protesto das chaves", pois os cidadãos penduraram as chaves de suas antigas casas nas cercas que os impedem de chegar ao centro histórico e aos seus imóveis.

No final de semana passado, quase 300 cidadãos retiraram as cercas e conseguiram entrar no centro histórico, onde ainda só se pode entrar por motivos urgentes, em companhia de bombeiros, e após pedir uma autorização à Prefeitura.

A iniciativa se repetiu hoje, mas desta vez foram quase mil as pessoas que passaram pelas praças e vielas medievais.

Hoje, o prefeito da cidade, Massimo Cialente, e o presidente da província de L'Aquila, Stefania Pezzopane, se uniram aos manifestantes para conversar com eles.

Os cidadãos apresentaram a Cialiente, nomeado subcomissário para a reconstrução, suas críticas pelos atrasos na recuperação do centro histórico e na retirada dos escombros que ainda impedem a passagem por algumas das principais ruas.

As forças da ordem que vigiam o centro desde abril para evitar saques decidiram não intervir na "invasão" dos cidadãos.

Como antes do terremoto, os idosos se reuniram na praça Palazzo para cantar velhas canções locais, enquanto o restante aproveitou a ocasião para ver o estado de suas casas. EFE ccg/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG