Dezenas de costarriquenhos protestaram nesta quinta-feira, perto da casa do presidente Oscar Arias, para exigir a restituição do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, enquanto Arias se reunia na residência oficial com o governante hondurenho interino, Roberto Micheletti, constatou a AFP no local.

Os manifestantes chegaram até a barreira montada pela polícia, a cerca de 50 metros da casa de Arias, que atua como mediador para superar a crise em Honduras que começou após o golpe que derrubou Zelaya, em 28 de junho passado.

"Fora militares"! "Fora Goriletti"! "Contra o golpe militar e pela resistência popular"! - gritavam centenas de manifestantes.

"Nos envergonha, como cidadãos, que o presidente da Costa Rica e prêmio Nobel da Paz receba em sua casa um criminoso como Micheletti", declarou Edgar Morales, secretário-geral adjunto da Associação Nacional dos Funcionários Públicos.

on/LR/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.