Protesto em Portugal pede legalização de todos os imigrantes.

Cerca de 1,2 mil pessoas participaram neste domingo de uma passeata no centro de Lisboa contra a política européia para a imigração, exigindo a legalização imediata de todos os imigrantes. No protesto, organizado por mais de 30 organizações de defesa dos imigrantes, os manifestantes também pediram a não aprovação do chamado pacto Sarkozy - uma proposta da União Européia que prevê a expulsão imediata de todos os imigrantes ilegais do bloco.

BBC Brasil |

Os participantes da passeata percorreram um percurso de cerca de um quilômetro com faixas com palavras de ordem como "ninguém é ilegal", "legalização para todos" e "não à Europa fortaleza".

"Os imigrantes são fundamentais para a sustentação econômica da Europa", disse à BBC Brasil Gustavo Behr, presidente da associação de imigrantes Casa do Brasil.

Para Timóteo Macedo, da associação Solidariedade Imigrante, a legalização dos imigrantes é uma questão de direitos fundamentais. "Um trabalhador sem legalização não tem direitos humanos", disse.

Macedo estima que 150 mil imigrantes ilegais vivam no país.

Apesar de os brasileiros serem a maior comunidade estrangeira em Portugal - estima-se que vivam no país 130 mil, num total que pode chegar a 500 mil imigrantes -, o número de brasileiros presentes da manifestação não refletia isso.

"Faz falta que os brasileiros participem mais. Nós, como associação, temos mais brasileiros do que qualquer outra organização em Portugal. Mesmo assim, são muito poucos", afirmou Macedo.

    Leia tudo sobre: ¿ltimo segundo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG