Pelo menos dez policiais e 50 manifestantes ficaram feridos nos distúrbios registrados ontem em Riga, em meio a um protesto contra o Governo da Letônia, informou hoje o Departamento de Polícia da capital letã.

De acordo com dados oficiais, citados pela agência de notícias russa "Interfax", as autoridades detiveram 106 pessoas, depois que cerca de mil apedrejassem a sede do Parlamento.

Os manifestantes protagonizaram vários choques com a Polícia, que usou gás lacrimogêneo e atirou, em várias ocasiões, par o ar, segundo o canal de televisão russo "Vesti".

A subdiretora do serviço de emergências de Riga, Vija Grigale, informou que 51 pessoas receberam atendimento médico, das quais 41 foram hospitalizadas com ferimentos e outras com fraturas ósseas.

O apedrejamento aconteceu depois de entre 20 e 30 mil pessoas protestarem contra as medidas do Governo para atenuar o impacto da crise financeira, e reivindicarem a dissolução do Legislativo.

A Letônia é o Estado da União Européia (UE) mais afetado pela crise global, e seu Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre do ano passado caiu 4,6% em comparação com o mesmo período de 2007.

Leia mais sobre: Letônia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.