Protesto contra governo armênio reúne milhares em Erevan

Milhares de manifestantes se concentraram nesta sexta-feira em Erevan, capital da Armênia, para protestar contra a recente reeleição do presidente Serzh Sarkisian e para exigir novas eleições.

AFP |

Pelo menos 7 mil pessoas participaram da manifestação contra o resultado das eleições presidenciais, realizadas em fevereiro e vencidas pelo então presidente, Serzh Sarkisian, e para exigir a anulação do pleito.

A multidão também cantou "Levon presidente", em referência ao ex-presidente e líder da oposição, Levon Ter-Petrosian.

"Pedimos às autoridades que libertem os presos políticos, que castiguem os responsáveis pelos trágicos acontecimentos de 1º de março e garantam os direitos de liberdade de expressão, imprensa e reunião", disse Ter-Petrosian à multidão.

O líder da oposição convocou uma grande manifestação para o dia 1º de agosto, quando Sarkisian cumprirá seu 100º dia de mandato.

A polícia tinha proibido a manifestação, mas após um breve confronto, decidiu permitir o protesto.

No mês passado, o governo armênio eliminou as restrições a concentrações públicas, impostas após os incidentes de março passado, atendendo a um pedido do Conselho Europeu.

Erevan também anunciou a criação de uma comissão parlamentar para investigar os distúrbios pós-eleitorais.

mkh/LR/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG