Ashley Alejandra Dupré, a jovem prostituta que foi contratada pelo ex-governador de Nova York Eliot Spitzer, exige 10 milhões de dólares do proprietário da empresa Girls Gone Wild, por um vídeo realizado em Miami Beach quando ela tinha 17 anos, segundo seu advogado.

A demanda foi apresentada na segunda-feira em um tribunal federal de Miami contra Joseph Francis, fundador do Girls Gone Wild, pela filmagem da jovem com os seios à mostra e em cenas eróticas, indica o documento apresentado.

Ahsley, que trabalhava com o nome "Kristel" como prostituta de alto nível em Nova York, ficou famosa após o escândalo que resultou na queda do ex-governador Spitzer .

Dupré se encontrou com a equipe da filmagem da Girls Gone Wild em 13 de março de 2003 no Hotel Chesterfield de Miami Beach, durante suas férias.

"Eles me ofereceram bebidas com álcool e quando estava bêbada me fizeram mostrar os seios enquanto eles filmavam, e me pediram que assinasse uma 'dispensa' para liberá-los de responsabilidades", assinala a demanda assinada pelo advogado, Richard Wolfe.

Em meio ao escândalo com Spitzer, Francis ofereceu um contrato de 1 milhão de dólares a Dupré pela filmagem de vídeos e a realização de uma turnê de promoção do Girls Gone Wild, mas pouco depois retirou a oferta ao descobrir que tinha imagens anteriores da jovem.

Saiba mais sobre: Eliot Spitzer

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.