As propostas dos Estados Unidos são insuficientes para lutar contra a mudança climática, afirmou nesta quinta-feira, em Paris, o Comissário europeu encarregado do meio ambiente, Stavros Dimas, à margem de uma reunião sobre o tema com as principais economias poluentes do planeta.

"O presidente Bush reconheceu a necessidade de uma legislação federal para lutar contra as mudanças climáticas, mas as suas propostas para impedir o aumento das emissões de gases do efeito estufa até 2025 são insuficientes para lutar contra o aquecimento", declarou Dimas à AFP.

Em um discurso na noite de quarta-feira, o presidente Bush anunciou uma simples limitação das emissões de gases do efeito estufa em seu país até 2025, enquanto que a União Européia, que pretende reduzir em 20% ou mesmo 30% até 2020, deseja uma diminuição de 50% no plano mundial até 2050.

"Nós havíamos esperado e continuamos esperando que os Estados Unidos reconsiderem suas opções e os seus compromissos para (adotar) os objetivos absolutos, levando-se em consideração o conjunto da sua economia, como fizeram os outros países desenvolvidos", acrescentou.

"Essa reunião está prevista para julho no Japão e deve ajudar a esclarecer as posições dos diferentes países e contribuir para as negociações no âmbito das Nações Unidas" de um futuro acordo para a luta contra o efeito estufa, para depois de 2012 e da primeira fase do Protocolo de Kyoto.

De acordo com o plano de trabalho adotado em Bali em dezembro, o novo tratado deverá ser finalizado em dezembro de 2009 em Copenhague.

"O tempo está passando", disse Dimas, que assiste até a sexta-feira à reunião sobre o clima com as 16 principais economias (MEM, Major economies meeting) em Paris.

ach/fb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.