Promotoria termina apresentação de testemunhas sobre atentado de Mumbai

Nova Délhi, 16 dez (EFE).- A Promotoria concluiu hoje a apresentação de testemunhas, um total de 610, para julgamento em andamento na Índia sobre o atentado múltiplo perpetrado em Mumbai, em novembro de 2008.

EFE |

Segundo as agências indianas "PTI" e "Ians", o promotor especial para o caso, Ujjwal Nikam, apresentou hoje suas duas últimas testemunhas do massacre, que causou a morte de 166 pessoas entre 26 e 29 de novembro de 2008 na capital financeira indiana.

O paquistanês Mohammed Ajmal Amir, conhecido como Kasab, é o principal acusado e a corte fixou o próximo dia 18 com data para a apresentação de seu testemunho.

Kasab foi o único terrorista capturado com vida durante o ataque a Mumbai, que, supostamente, contou com a participação de um comando formado por dez membros do grupo separatista caxemiriano com base no Paquistão Lashkar-e-Taiba (LeT).

Junto ao paquistanês, que admitiu sua culpa, dois indianos que supostamente deram apoio logístico ao comando também enfrentam o julgamento diante de uma corte especial na penitenciária em Mumbai em que estão presos.

A Índia acusou um total de 47 pessoas pelo atentado, entre elas os nove terroristas mortos pelas forças de segurança e 35 "foragidos" paquistaneses, supostos membros ou simpatizantes do LeT.

O letrado defensor de Kasab - que já teve três diferentes advogados de ofício desde o início do processo, em março -, K.P.Pawar, assegurou aos juízes que seu cliente não se encontra "nem fisicamente nem mentalmente preparado" para apresentar seu testemunho.

Não se sabe se a defesa também apresentará testemunhas na próxima fase do julgamento. EFE ja/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG