Promotoria pede adiamento de decisão sobre dinheiro de Madoff

A sentença de Bernard Madoff será anunciada em 29 de junho como estava previsto, mas a promotoria pediu na noite de sexta-feira um adiamento por 90 dias da decisão sobre o dinheiro que o fraudador de Wall Street terá que restituir, após a declaração de incapacidade de determinar o valor.

AFP |

Em um memorando transmitido ao juiz federal Denny Chin, os promotores afirmam que dos 50 a 65 bilhões de dólares de fraude estimados inicialmente, apenas US$ 13 bilhões foram identificados com certeza.

Dez dias antes da data fixada para a sentença, a promotoria informou ter identificado 1.341 contas, que até 11 de dezembro de 2008 sofreram perdas que passam de 13 bilhões de dólares.

"Pelas razões expostas, o governo propõe respeitosamente que a sentença de 29 de junho sea pronunciada, e que a corte ordene uma extensão de 90 dias do prazo dentro do qual a corte ordene a restituição ou determine que a restituição é impraticável".

Madoff, 71 anos, está preso desde que em 12 de março admitiu a culpa por fraude, inicialmente avaliado entre 50 e 65 bilhões de dólares.

O financista pode ser condenado a até 150 anos de prisão por ter montado um "esquema Ponzi" (ou esquema de pirâmide).

ltl/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG