Frankfurt (Alemanha), 20 jun (EFE).- A Promotoria de Munique (Alemanha) investiga o pagamento de subornos em áreas do grupo tecnológico Siemens através de uma empresa de exportação que era propriedade dos bancos Deutsche Bank, Commerzbank e Bankgesellschaft Berlin, informa a imprensa.

O jornal alemão "Süddeutsche Zeitung" informou em sua edição de hoje que supostamente foi desviado dinheiro, até 2003, para a empresa de exportação Lincas Elektro Vertriebs, com sede em Hamburgo e que a Siemens usou para subornos quando era propriedade dos bancos.

O promotor-chefe Anton Winkler confirmou que o caso está sendo investigado há um ano, apesar de se recusar a dar mais informações.

Não há indícios de que os institutos de créditos citados estivessem envolvidos no caso, afirmou o também promotor-chefe Christian Schmidt-Sommerfeld ao jornal alemão.

A Siemens se recusou a comentar as informações do "Süddeutsche Zeitung".

Os escândalos de corrupção custaram a Siemens cerca de 1,5 milhão de euros (US$ 2,3 milhões) desde que os casos foram conhecidos, segundo números publicados em dezembro de 2007. EFE aia/fh/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.