armas em Darfur - Mundo - iG" /

Promotor do TPI diz que fome e estupro são armas em Darfur

Paris, 8 dez (EFE).- O promotor-chefe do Tribunal Penal Internacional (TPI), Luis Moreno-Ocampo, afirmou hoje que a fome e o estupro são as armas do genocídio em Darfur, região sudanesa na qual morrem cinco mil pessoas por mês.

EFE |

"A comunidade internacional não pode ignorar esses crimes", disse o promotor argentino, que em 14 de julho emitiu uma ordem de detenção internacional contra o presidente sudanês, Omar Hassan Ahmad al-Bashir.

Em coletiva de imprensa em Paris por ocasião do 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, Moreno-Ocampo assegurou que, "entre 2003 e 2004, pelo menos 35 mil pessoas foram assassinadas" e denunciou que os estupros são práticas habitual na região.

Ele ressaltou que cinco mil pessoas morrem a cada mês em Darfur pelas condições de vida impostas por Bashir, motivo pelo qual, "as autoridades sudanesas têm que deter o presidente".

O promotor disse que a situação lá é tão grave, que três mulheres estavam dispostas a jogar seus bebês pela janela para que um de seus assistentes, enviado à região por ocasião das investigações, cuidassem das crianças.

"Imagine as condições para que uma mãe faça isso?", comentou Moreno-Ocampo. EFE jaf/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG