Promotor diz que ordenou entrega de corpo de líder das Farc à família

Bogotá, 1 abr (EFE).- O procurador-geral da Colômbia, Mario Iguarán, declarou hoje que ordenou no ano passado a entrega do corpo do dirigente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) Raúl Reyes a sua família, mas o advogado dos parentes do guerrilheiro asseguram que isso nunca aconteceu.

EFE |

O promotor declarou à imprensa que ordenou ao Instituto Médico Legal (IML) a entrega do corpo de Reyes, morto junto com outras 25 pessoas em um bombardeio colombiano a um acampamento guerrilheiro em território equatoriano em 2008, à viúva do guerrilheiro.

"O diretor do IML informou que efetivamente o corpo foi entregue à pessoa que o reivindicou", expressou Iguarán.

No entanto, o advogado Rodolfo Ríos, representante da família, negou que a viúva tivesse recebido os restos mortais de Reyes.

"Estou absolutamente seguro de que nenhum parente recebeu o corpo de Reyes", disse Ríos à imprensa. EFE gta/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG