Promotor da CPI pede indiciamento de presidente sudanês por genocídio

O promotor da Corte Penal Internacional (CPI) Luis Moreno Ocampo, pediu nesta segunda-feira aos juízes da CPI que acusem o presidente sudanês Omar El Bechir por crimes de guerra, crimes contra a humanidade e genocídio em Darfur (oeste do Sudão), segundo um comunicado.

AFP |

Segundo a promotoria, Beshir usu a maquinaria estatal, incluindo o exército, para cometer o genocídio.

Beshir é o primeiro chefe de Estado em exercício a ser indiciado por crimes de guerra e genocídio.

mlr/dm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG