Projeto de resolução exige retirada russa e respeito à integridade da Geórgia

Nações Unidas, 19 ago (EFE).- O projeto de resolução sobre a Geórgia apresentado hoje pela França no Conselho de Segurança da ONU exige a retirada imediata das tropas russas às posições anteriores ao início das hostilidades, e reafirma a integridade territorial de seu país vizinho.

EFE |

O texto de quatro parágrafos, ao qual a Efe teve acesso, exige o cumprimento do acordo de cessar-fogo que as duas partes assinaram após a mediação, na semana passada, do presidente francês, Nicolas Sarkozy, em nome da União Européia (UE).

Reafirma ainda o compromisso de todos os países-membros da ONU "com a soberania, a independência e a integridade territorial da Geórgia dentro de suas fronteiras reconhecidas internacionalmente".

"Se exige a retirada imediata de todas as tropas russas às linhas anteriores à explosão das hostilidades e o retorno das forças georgianas a suas bases freqüentes", afirma a minuta.

Fontes diplomáticas indicaram à Efe que a minuta não conta por enquanto com o apoio de Moscou, que defende a idéia que o conflito pôs em dúvida o status das regiões georgianas separatistas da Ossétia do Sul e da Abkházia.

Os membros do Conselho de Segurança mantiveram negociações nos últimos dias para tentar pactuar uma resolução que respalde o acordo de paz impulsionado por Sarkozy e abra a porta para um diálogo internacional que permita encontrar uma solução pacífica para a disputa sobre as duas regiões separatistas.

Moscou se mostra de acordo com a busca de uma solução dialogada para o conflito, mas considera que um dos elementos das conversas deve ser a possibilidade de que a Ossétia do Sul e a Abkházia deixem de fazer parte da Geórgia.

A resolução apresentada pela França segue as linhas impostas pela declaração da Otan adotada hoje na cúpula ministerial da Aliança em Bruxelas, na qual também se exige uma retirada imediata das tropas russas e se defende a integridade da Geórgia.

Horas depois da aprovação da declaração, o presidente russo, Dmitri Medvedev, comunicou a Sarkozy que a retirada das tropas russas da Geórgia será concluída nos próximos dias 21 e 22, salvo um contingente de 500 pessoas, encarregadas de pôr em prática as medidas "adicionais de segurança" previstas no quinto ponto do plano de paz assinado pelas duas partes. EFE jju/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG