Projeto de primeiro bairro temático chinês na Alemanha pode não sair do papel

Berlim, 14 abr (EFE).- O primeiro bairro temático chinês na Alemanha, que seria construído em 2010 na cidade de Oranienburg, no leste do país, pode não ser erguido devido à estagnação em que se encontra o projeto.

EFE |

A informação foi dada hoje pelo prefeito de Oranienburg, Hans-Joachim Laesicke, o qual destacou que atualmente não há "nenhum indício" de atividade no terreno destinado ao bairro, anteriormente ocupado por um antigo aeroporto militar soviético.

O bairro temático teria monumentos chineses, casas de chá e templos religiosos sobre uma superfície de quase 80 hectares e empregaria cerca de duas mil pessoas.

"Se a proposta não prosperar, será uma pena para Oranienburg, mas não uma catástrofe", disse o prefeito da cidade, que fica bem próxima a Berlim.

Fontes da empresa organizadora desta "pequena China", Brandenburg-China Projektmanagement, responderam que o projeto segue adiante e que as primeiras reuniões com possíveis parceiros ocorrerão em maio.

No entanto, tais fontes não descartam que o atual clima político de críticas contra a situação do Tibete e a realização dos Jogos Olímpicos de Pequim possa influenciar na construção do bairro.

Com a atração chinesa, cujo orçamento está estimado em 500 milhões de euros, Oranienburg pretende revitalizar o turismo e se desprender de seu controvertido passado nazista - o município abrigou o campo de concentração de Sachsenhausen. EFE nvm/bba/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG