Proibição a fotos de policiais causa protesto em Londres

Londres, 16 fev (EFE).- Cerca de 150 fotógrafos protestaram hoje em frente à sede da Scotland Yard, no centro de Londres, contra um adendo à lei antiterrorista que pode limitar seu trabalho.

EFE |

O parágrafo 76 da Lei Antiterrorista do Reino Unido, que entra em vigor hoje, torna crime fotografar policiais e militares se a foto puder se usada para fins de terrorismo.

O Ministério do Interior alega que a norma pretende proteger as forças de segurança de algum possível atentado terrorista.

Segundo o Sindicato Nacional de Jornalistas (NUJ, na sigla em inglês), esta medida poderá ser usada para intimidar fotógrafos no exercício legítimo de sua profissão.

O vice-presidente do NUJ, Peter Murray, ressaltou que se trata de "uma legislação muito estranha", que tornará crime fotografar um policial ou ma delegacia até casualmente, como, por exemplo, no fundo da imagem de um jogo de futebol ou uma passeata.

O NUJ exigiu que se esclareça em que circunstâncias a Polícia aplicará esta lei, embora o Ministério do Interior afirme que tirar fotos de agentes só constituirá crime em "circunstâncias excepcionais". EFE pa/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG