espantosa em Gaza - Mundo - iG" /

Programa Mundial de Alimentos denuncia situação espantosa em Gaza

O Programa Mundial de Alimentos (PMA) denunciou nesta sexta-feira que a situação na Faixa de Gaza é espantosa, uma semana depois dos bombardeios israelenses que provocaram a morte de quase 420 pessoas.

Redação com AFP |

Até esta sexta-feira, cerca de 420 pessoas morreram e mais de 2 mil estão feridas . Este é o 7º dia de ataques de Israel à Faixa de Gaza.

Em um comunicado divulgado por esta organização das Nações Unidas, cuja sede central fica em Roma, a entidade propôs a distribuição urgente de alimentos.

Reuters

Homem olha casa destruída após ataque em Jabalia


"A situação atual em Gaza é espantosa e está faltando alimentação básica", avisou Christine van Nieuwenhuyse, representante do PMA nos territórios palestinos.

"Gaza precisa de cerca de 9 milhões de dólares para atender às necessidades básicas de alimentos", calculou a funcionária.

"Para aliviar o sofrimento das famílias que vivem perto das zonas afetadas pelos conflitos, a entidade colocou à disposição quinta-feira um programa de distribuição urgente em Beit Hanun" para 3.000 famílias, ou seja, quase 15.000 pessoas.

"Desde novembro de 2008, com a abertura das passagens fronteiriças, as famílias palestinas de Gaza sofrem com a deterioração drástica das condições de vida e com a redução da quantidade de alimentos no mercado, de combustível e gás de cozinha, além dos cortes freqüentes de energia elétrica", destacou o PMA.

"As dificuldades para garantir ajuda humanitária em Gaza nos últimos dois meses vêm reduzindo a possibilidade de abastecer os depósitos de alimentos do PMA, e tememos que as 3.300 toneladas armazenadas acabem em poucos meses", destacou o programa da ONU.

    Leia tudo sobre: faixa de gaza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG