Profilaxia reduz mortalidade em doentes com câncer avançado

Londres, 19 dez (EFE).- A administração de antibióticos profiláticos, a proteção higiênica e o controle da qualidade do ar diminuem o risco de morte nos pacientes de câncer cujo sistema imunológico é vulnerável após quimioterapia ou transplantes de células-tronco.

EFE |

Segundo um estudo publicado pela revista médica "Lancet" em sua versão digital, a combinação destas três medidas reduz, após 30 dias de aplicação, em 40% o índice de mortalidade entre os doentes com cânceres muito avançados.

No entanto, o próprio estudo adverte que esta percentagem depende em grande medida da administração dos antibióticos e do caráter profilático, sem os quais as outras duas medidas carecem dessa capacidade.

O estudo foi dirigido pelo medico Mical Paul de la Sackler, da Faculdade de Medicina da Universidade de Tel Aviv, em Israel, que ressaltou a necessidade de que hospitais e clínicas administrem medidas profiláticas efetivas aos pacientes com cânceres avançados.

EFE ot/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG