Professora se suicida depois de acidente em escola na Rússia

MOSCOU (Reuters) - Uma professora cometeu suicídio depois que cinco de seus alunos morreram no desabamento de uma escola em uma cidade da Rússia, disseram autoridades locais na quinta-feira. A vice-diretora de 43 anos foi encontrada pelo marido, enforcada em sua garagem.

Reuters |

Uma parte da escola de dois andares onde ela trabalhava em Belyayevka, a cerca de 1.100km de Moscou, desabou na quarta-feira.

A professora era muito ligada às vítimas, todas meninas de 17 anos, disse a diretora da escola, Larisa Tsepovod, à agência de notícias RIA.

"Ela trabalhou na escola por 15 anos e o que aconteceu a abalou muito... ela era a professora responsável por aquelas alunas".

Quatro outros alunos da escola, crianças de 7 a 17 anos, ficaram feridos.

A morte da vice-diretora tem sido tratada como suicídio, segundo a porta-voz da promotoria local.

Uma investigação criminal foi aberta para saber se houve violações às normas de segurança no prédio de 46 anos.

Muitas escolas da era soviética, além de demais prédios públicos, estão extremamente degradados depois de décadas de negligência, apesar do Kremlin prometer renovar as construções em más condições.

(Por Tatiana Ustinova)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG