Professora peruana é acusada de despir alunos como punição

Lima, 3 out (EFE).- Uma professora peruana obrigava seus alunos a abaixar as calças e em algumas ocasiões fazia com que se exibissem para seus colegas como castigo por notas baixas, segundo uma denúncia divulgada hoje em Lima.

EFE |

Os castigos, denunciados pelo pai de um dos estudantes do colégio particular Nuestra Señora de Fátima, situado em um bairro periférico do sul de Lima, eram aplicados por uma professora de informática.

"A professora tinha abaixado as calças dos meninos e meninas em diferentes ambientes. Um grupo de meninas tinha sido trancado em um quarto", comentou Cecilio Ramos, pai de um dos menores.

"O mesmo aconteceu com os meninos. Tiraram as calças deles para exibi-los aos demais colegas", ressaltou em declarações à rádio peruana "RPP".

Ramos disse ainda que nesse colégio castigos físicos são empregados, mas muitos pais e alunos, segundo ele, não denunciam por temerem represálias.

Após saber do fato, o vice-ministro de Educação peruano, Víctor Raúl Díaz, afirmou que investigará o caso para punir os responsáveis.

"Estou escutando isso e para mim é uma situação degradante (...) Confirmadas essas denúncias, o culpado receberá uma punição exemplar", ressaltou o vice-ministro peruano. EFE wat/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG